Dois irmãos, um só quarto

E quando duas crianças precisam dividir o mesmo quarto? É preciso conciliar personalidades e gostos diferentes para criar um ambiente acolhedor para ambas, mesmo que o espaço seja pequeno.

Se essa é a primeira vez que seu filho divide o quarto, com a chegada de um bebê, é importante que você explique a ele a nova rotina e o escute para não o deixar sem o que ele gosta. Caso os irmãos sejam maiores, você terá que ter muita atenção a ambas as opiniões. Depois de muita conversa, você poderá optar por algumas opções de decoração para dividir o quarto.

Divida por estilo

Uma opção para que as crianças possam ter suas individualidades respeitadas é dividir o quarto em cores e objetos que mais combinem com elas. Essas cores não precisam representar o sexo da criança, como o rosa e o azul. Você pode explorar cada personalidade com objetos decorativos no estilo de cada um.

Use letras de madeira ou MDF para colocar os nomes ou iniciais de cada criança na parede. E conforme as crianças forem crescendo, você poderá retirar ou mudar o estilo dessas letrinhas.

Use um móvel para dividir

Um móvel da sua decoração pode ser o divisor do quarto. Ele pode ser uma mesa de estudos, uma estante, uma cortina ou qualquer objeto que as crianças possam usar de ambos os lados.

Seguindo a dica anterior, você poderá pintar o mesmo móvel de duas cores. Essa é uma dica supercriativa e divertida e que cria uma linha imaginária entre os dois cantinhos. Se tudo isso for feito com a pintura das paredes e portas de uma cor neutra, o ambiente fica muito mais limpo e confortável.

Chegando a um consenso

Geralmente, se as crianças possuírem o mesmo sexo e idades parecidas, você consegue chegar a um ponto em comum entre os dois gostos. E fica muito mais fácil criar essa decoração. Basta dividir o quarto entre duas camas de solteiro ou um beliche e combinar estampas, cores e objetos. Além disso, deve sempre haver um consenso para arrumação e privacidade de cada um, para que a convivência seja a mais harmoniosa possível.

Mesmo em um espaço pequeno, é possível que duas crianças dividam o mesmo quarto. É preciso ter criatividade e a participação ativa das crianças também é fundamental para garantir que elas gostem do novo cantinho. No início, pode parecer uma situação um pouco problemática. Mas ter dois irmãos dividindo o mesmo quarto pode criar uma visão de compartilhamento e convivência desde pequenos.