Condições de pagamento no Minha Casa Minha Vida?

Antes de mais nada, é preciso entender o que é a renda familiar, já que ela vai definir em qual faixa do programa Minha Casa Minha Vida você se enquadra.

A renda familiar é o somatório da renda individual de cada pessoa da casa. Os tipos de rendimento que entram no cálculo são: salários, proventos, pensões, benefícios de previdência pública ou privada, pagamentos de trabalho não assalariado ou dos mercados informal e autônomo, entre outros.

Faixa 1.5 – Renda familiar de até R$2.600,00

A família pode fazer a compra com subsídios do Governo de até R$ 47,5 mil, com taxa de juros, valor e quantidade de parcelas variando de acordo com a renda.

Faixa 2 – Renda familiar de até R$4.000,00

A família pode fazer a compra com subsídios do Governo de até R$29 mil, com taxa de juros, valor e quantidade de parcelas variando de acordo com a renda.

Faixa 3 – Renda familiar de até R$9.000,00

Não há subsídio do Governo e as taxas de juros, valor e quantidade de parcelas variam de acordo com a renda familiar.

Vale lembrar que você também pode usar o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para reduzir o saldo devedor e diminuir o valor da prestação do imóvel.

O valor do subsídio do Governo, da entrada e das parcelas do imóvel vão depender da avaliação de renda familiar, idade, valor e região do imóvel, entre outros fatores. Para informações e dúvidas, acesse www.direcional.com.br ou ligue  4020-0400.