• como financiar um apartamento

Como financiar um apartamento? 8 passos essenciais

Ter a casa própria é um sonho de muitas pessoas — e não é para menos! Você pode decorar do jeito que achar melhor, pintar as paredes nas suas cores preferidas, colocar quadros e suas plantas, personalizar os armários; tudo isso sem a preocupação de o proprietário pedir o imóvel ou de ter que que renovar o contrato.

Dessa maneira, como financiar um apartamento se torna uma dúvida bastante frequente. Afinal, estamos falando de uma maneira muito eficiente de ter seu lar, doce lar.

Neste texto, vamos mostrar os 8 passos de como financiar um apartamento — você vai ver que é simples! — e quais são as vantagens dessa opção. Vamos começar?

As vantagens que o financiamento oferece

Só o fato de dormir e acordar em um local que é seu já vale muito a pena. Mesmo que você esteja pagando parcelas mensais, elas são de algo que é seu — um investimento para a vida toda. Mas ainda há outros benefícios envolvidos.

Ter algo próprio

O dinheiro que vai para o financiamento está indo para um imóvel que vai ser seu. São diversas parcelas que vão sendo abatidas a longo prazo e lhe trazem mais tranquilidade no futuro.

Possibilidade de utilizar o FGTS

Para quem tem uma boa quantia, o FGTS já serve como uma entrada que faz com que você tenha prestações mais baixas e que não se prolongarão por tanto tempo. É um verdadeiro alívio nas finanças.

Sair do aluguel

Se você está temporariamente em um local, faz sentido pagar aluguel. Porém, para pessoas já estabelecidas na cidade, o aluguel deixa de fazer sentido, e financiar um apartamento passa a ser mais interessante.

Segurança na aquisição do imóvel

A compra de imóvel é uma das formas mais seguras de adquirir um bem. Isso até porque, muitas vezes, você já está morando no apartamento.

Investimento para o futuro

Enquanto muitos deixam o sonho do apartamento próprio para mais tarde, você pode investir em outros projetos, como um carro novo, viagens, formar uma família etc.

O passo a passo para financiar um imóvel

Viu só como financiar um apartamento vale muito a pena? Então, prepare-se para entender o passo a passo. Explicamos em detalhes a seguir!

1. Faça uma simulação da proposta

Financiar um imóvel fica mais simples e gera menos frustrações quando você faz uma simulação da proposta.

Isso se deve ao fato de que são comuns as situações em que uma família ama o apartamento, começa a negociação na sequência e se frustra, mesmo com o dinheiro da entrada do imóvel. O problema nesse caso é a questão da verificação das condições do financiamento imobiliário.

Algumas cláusulas podem complicar o fechamento do negócio. Por isso, entenda com o banco ou com a construtora certinho essas possibilidades. Muitos sites já contam com simuladores de financiamento para que você opte pelo negócio que seja mais vantajoso para o seu bolso.

2. Certifique-se de que o imóvel escolhido pode ser financiado

Pensando nos imóveis dentro do Minha Casa Minha Vida (MCMV), todo eles são financiados, assim, a tranquilidade de morar em um apartamento próprio está ao seu alcance. Outro ponto: todos os imóveis da Direcional, no MCMV, podem ser adquiridos com o financiamento.

Em todo o caso, o mercado imobiliário conta com muitas opções de apartamento, mas existem algumas que não podem ser financiadas. Portanto, verifique as restrições antes de escolher.

Por exemplo, uma vez que o imóvel é a própria garantia da negociação, certifique-se de que ele está regularizado, sem nenhuma pendência judicial, e que está registrado no Cartório de Registro de Imóveis da cidade na qual foi construído.

3. Preencha a proposta online

Para chegar à etapa da proposta online, você já vai ter passado pela definição do plano de financiamento e condições — que são negociados com o agente financeiro.

Assim, é preciso preencher a proposta para que o financiamento seja aprovado. No geral, essa proposta pede alguns dados pessoais, como nome, número de CPF e PIS, telefones, e-mail, formação e renda.

O principal cuidado é prestar muita atenção para que não falte nenhuma informação e não haja dados errados — esses deslizes acabam atrasando o andamento do processo. Uma dica é reunir tudo o que é preciso antes, e sentar para fazer o preenchimento da proposta com toda a calma do mundo.

4. Envie os documentos necessários

Os documentos necessários para garantir o financiamento de um apartamento variam de acordo com bancos e construtoras. Contudo, no geral, são solicitados:

  • RG e CPF;
  • comprovante de estado civil;
  • certidão negativa de débitos municipais, estaduais e dívida ativa da União ou certidão positiva com efeito de negativa dos débitos;
  • extrato do FGTS e certidão negativa de propriedade de imóvel, para quem for usá-lo;
  • comprovante de renda;
  • Declaração de Imposto de Renda e extratos.

5. Aguarde as análises de crédito e jurídica

O envio de documentos é referente também às análises de crédito e jurídica. De acordo com as informações e todos os documentos apresentados, são checadas a renda declarada, os dados do comprador e as características do imóvel para garantir a viabilidade de concessão do crédito.

Já na análise jurídica, os agentes financeiros fazem uma análise detalhada de toda a documentação enviada para que a transação imobiliária seja segura, preservando todas as partes envolvidas.

6. Avalie o imóvel por meio de uma visita técnica

Você também vai precisar de uma avaliação do imóvel que deve ser realizada por um engenheiro credenciado.

Essa visita técnica dá a garantia para o comprador de que o valor de compra do imóvel está dentro do valor de mercado e que o apartamento não tem problemas de estrutura, infiltração etc.

7. Assine o contrato de financiamento e registre em cartório

Aqui, se não há nenhuma pendência, é feita a assinatura do contrato de financiamento, que deve ser registrado em Cartório de Registro de Imóveis.

8. Finalize o processo para a liberação dos recursos

Você precisa enviar uma via do contrato para que o banco libere o financiamento ao vendedor. Normalmente, acontece por meio de depósito em conta corrente, ordem de pagamento ou DOC — em até cinco dias úteis depois do recebimento do contrato registrado. Por fim, é só pegar as chaves e planejar a mudança!

Os passos de como financiar um apartamento são bem simples e você pode sempre contar com a ajuda de uma imobiliária, que lida com isso diariamente e pode trazer mais conhecimento, além do banco e da construtora. Uma dica final é ter um planejamento financeiro eficiente para não deixar de pagar todas as parcelas em dia.

Gostou de ter mais detalhes sobre como financiar um apartamento? Que tal, então, assinar nossa newsletter para receber artigos como esse direto em seu e-mail?