Como escolher os melhores imóveis do Minha Casa Minha Vida?

O programa Minha Casa Minha Vida possibilitou para muita gente a realização do sonho da casa própria. Uma conquista e tanto, mas que sempre vem acompanhada de algumas dúvidas, como: os apartamentos Minha Casa Minha Vida são todos parecidos? De que maneira escolher a melhor construtora? O que devo observar para saber se estou adquirindo um imóvel de qualidade? Como faço para o apartamento ter a minha cara?

Se você tem alguma dessas dúvidas, não está sozinho! Essas questões são tão comuns entre as pessoas que se beneficiam de um imóvel Minha Casa Minha Vida que levamos algumas delas para conversarmos com Leandro Coelho, diretor de vendas da Direcional, e Deborah Goulart Ruas, gerente comercial também da Direcional. Neste conteúdo, vamos orientar você sobre muitos pontos importantes para fazer a melhor escolha do seu imóvel!

Quais opções de imóveis são oferecidas pelo Minha Casa Minha Vida?

“A grande maioria das construtoras fazem apartamentos”, responde Leandro Coelho. E ele ainda completa: “A maior preocupação é o baixo custo de venda com boa infraestrutura”. Isso quer dizer que as moradias são feitas com tecnologia que permite rapidez e eficiência ao mesmo tempo em que não aumenta os custos. Mas isso não quer dizer que os materiais usados sejam diferentes dos que são utilizados em um apartamento de padrão mais luxuoso. “O que muda na confecção de um para outro é o acabamento, o material da construção, em si, é o mesmo em todas os nossos empreendimentos, porque fazemos questão de qualidade”, confirma Leandro.

Algumas construtoras também entregam opções de casas para o programa, porém, não é tão comum. As opções mais frequentemente encontradas no Minha Casa Minha Vida são os apartamentos padrão-família: 2 quartos, sala, cozinha e banheiro. “Alguns apartamentos da Faixa 3 podem ter suíte e elevador”, acrescenta Coelho.

Por ser um programa voltado para a família, a fórmula do kitnet também é rara no programa, uma vez que favorece apenas a moradia solo.

O que avaliar na hora de fazer a escolha?

Primeiramente, é necessário entender se você se enquadra nas condições para fazer parte do Minha Casa Minha Vida e em qual faixa de renda. Depois, vale avaliar os empreendimentos disponíveis e as suas características básicas. “O Programa tem algumas premissas para ter seu financiamento de produção aprovado, como: deve estar em área urbana, o asfalto deverá passar ‘na porta’ e o imóvel será exclusivo para uso residencial”, alerta Deborah Goulart.

A partir disso, Leandro dá uma dica: “É preciso ver a questão da pouca necessidade de manutenção”. Esse ponto é fundamental! Imagine ter um imóvel que apresente rachaduras ou infiltrações constantes. Ainda que adquirido com o favorecimento de um programa habitacional, todo empreendimento deve apresentar qualidade para garantir satisfação para o morador.

Por isso, a Direcional tem o cuidado de realizar empreendimentos de qualidade para todas as faixas do Programa, oferecendo imóveis que demandem raras manutenções e apresentem pouca ou nenhuma reclamação dos moradores.

Além desse ponto, é importante levar em conta os aspectos que mais se encaixam no perfil familiar de cada um. “É interessante verificar se na região eleita há acesso a mercado, farmácia, hospital, escola etc., isso faz diferença”, acrescenta Leandro. Escolher um imóvel vai muito além do próprio apartamento — todas as facilidades no entorno contam pontos.

Por último, e não menos relevante, é fundamental avaliar a seriedade da construtora. Ver o histórico dos empreendimentos que já foram entregues e a satisfação dos seus moradores é essencial. A Direcional, por exemplo, tem quase 40 anos de experiência no mercado e já entregou mais de 150 mil imóveis em todo o Brasil. É uma empresa que vem cumprindo com suas responsabilidades e ajudando a impactar positivamente a vida de diversas famílias. Um aspecto que vale muito!

Como alinhar os desejos às condições oferecidas pelo Programa?

Qual é o seu principal desejo antes de escolher o apartamento? Um imóvel iluminado? Com bom isolamento acústico? Que fique fresco no verão e aconchegante no inverno? Tudo isso é possível dentro de um empreendimento do Minha Casa Minha Vida.

“A gente lida com um público que não sabe que pode”, explica Leandro. “O nosso desafio é mostrar para as pessoas que não sabem que elas podem”, completa. Afinal, o Programa do governo oferece a oportunidade para muita gente alinhar seus desejos de acordo com as opções oferecidas pelas construtoras.

No atendimento da Direcional, muitas dúvidas sobre a burocracia para participar do Programa e sobre a escolha dos imóveis são retiradas. O interessado deve informar o que procura e relatar os seus principais desejos, e a empresa se preocupa em indicar as melhores opções e solucionar todas as dúvidas.

Sobre isso, Deborah Goulart ainda completa, “do lado das construtoras, mesmo se tratando de um imóvel do Programa, a empresa deve se preocupar em atender o maior número de aspectos relevantes para o cliente: como ótimas localizações, lazer completo, vagas de garagem, guarita de segurança e pagamentos facilitados”.

Além disso, é possível reformar o imóvel depois de adquirido. Então, o comprador consegue colocar um pouco mais da sua “cara” no apartamento adquirido. “O que não pode-se fazer é mudar o interior no sentido de quebrar a parede, que é estrutural”, adverte Leandro.

“Entregamos com cerâmica de primeira qualidade, no memorial descritivo está tudo especificado. Se o piso não for do agrado, a pessoa pode trocar depois da compra”, esclarece.

O que fazer para encontrar o imóvel ideal dentro do Programa?

A partir do momento em que você sabe em qual faixa do Programa se encaixa (se ainda não souber, consulte o nosso conteúdo que explica sobre isso), é possível analisar as opções do mercado. O site da Direcional, por exemplo, indica os imóveis e empreendimentos disponíveis em diversos bairros e cidades.

Sobre isso, Deborah Goulart ainda dá uma dica: “Atualmente a maior parte das pesquisas se iniciam pela Internet, e várias construtoras já perceberam isso, de forma que vêm, cada vez mais, oferendo parte do processo de forma digital. Mas por se tratar de uma compra de alto envolvimento financeiro e também composta por processos burocráticos, o negócio ainda é fechado de forma presencial”.

Por isso, vale a pena conferir se existe a possibilidade de visitar a obra ou um apartamento modelo antes de se decidir pela compra. Além disso, a Direcional Engenharia se capacita para oferecer a melhor qualidade na transação, na análise rápida de documentos e na situação de cada comprador.

“Hoje conseguimos disponibilizar os melhores preços e condições que o mercado oferece. A gente não é engessado para nada”, garante Leandro Coelho.

Sem dúvida, a escolha da casa própria é um momento de grande importância para o comprador e sua família. Esperamos que neste conteúdo você tenha conseguido entender os principais pontos que devem ser observados e levados em consideração antes de realizar uma compra entre os imóveis Minha Casa Minha Vida.

Gostou do conteúdo e quer continuar se informando? Baixe gratuitamente nosso guia com dicas para comprar uma casa própria que caiba no seu bolso.